quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Errando, acertei! E se eu tivesse mandando...?

-Uma das coisas que escrevi, mas nunca mandei...
Tem 2 anos, 1 ano, alguns meses... 1 mês...
Sempre erro, aprendo?! Não sei!

Que venha o próximo...

Queria sentir de novo aquele frio na espinha...
As borboletas na barriga...
Queria sentir de novo, seu corpo no meu.
Queria ver de novo, aquele brilho nos seus olhos
O sentimento sincero...
Queria ter de novo, aquela segurança, aquela proteção
que só sinto quando estou com você.
Queria poder dizer o quanto gosto de você...
Sem parecer ridicula, sem paracer o que eu não sou.
Queria poder te amar... Poder me entregar...
Queria me desculpar, por tudo, tudo mesmo, de ruim.
Você foi a melhor coisa que me aconteceu nos ultimos tempos.
Você foi a força que eu precisei.
Você foi a pessoa que me fez ser intensa, verdadeira, louca.
Queria voltar no tempo.Mas isso não é possível.
Me dê uma segunda e ultima ,que seja,chance...
Eu preciso disso, não quero perder a oportunidade de passar
mais tempo ao seu lado.
Quero te ouvir, quero te abraçar, quero te consolar, quero te fazer rir...
quero te amar...
Queria sentir de novo, aquele sentimento de adolescente, que só sinto com você.
Não quero te pressionar, muito menos te cobrar...
Existem coisas que são adquiridas, com o tempo.
E peço desculpas, por eu não ter respeitado esse tempo.
Mas quero recomeçar... Me dê uma chance...

E se eu tivesse mandado... se tivesse dito...
Mudaria?!

Não!

6 comentários:

Phreddie disse...

Quando a gente chega no nível de implorar por mais uma chance é porque algo está errado.
Já passei por isso e olha que nem tem tanto tempo assim, e não foi nada legal. O jeito mesmo é levantar a cabeça (ou abaixá-la no travesseiro, eterno companheiro) e seguir em frente, lembrando das coisas boas e levando as ruins como lição.

:*

100+ 8)

Júnior de Paiva / Dish disse...

Talvez e se, são palavras tão duras, secas e doloridas, ás vezes pensamos que "se" pudéssemos faríamos de tudo para crer que teríamos um amor novamente em nossos (cansados)corações.
Mais o tempo e amores passados são imperdoáveis em relação a erros e acertos, e estes erros nos tomam a vida entre os dedos ansiosos para ter mãos que nos segurem ao atravessar uma avenida/rua(vida)...
Lhe desejo o amor, nada mais clichê e belo à se desejar para alguém!

Tanda disse...

e viva os blogueiros!!!
\o/

Ale disse...

Menina de sobrenome lindo, de olhos puxadinhos e coração apertado.

A vida realmente nao é lá aquela coisa muito justa, com o tempo o ser humano se adapta a cada coisa....

beijos!!!!

emphit disse...

descordo profundamente.

emphit disse...
Este comentário foi removido pelo autor.